Dengue

O que é?

A Dengue é uma infecção viral que é transmitida pela fêmea do mosquito Aedes aegypti. O Ministério da Saúde (MS) registrou o primeiro caso de dengue no Brasil em 1981, apesar de relatos da doença já aparecerem desde o final do século XIX. Já em 1986 surgiram as primeiras epidemias de Dengue, em capitais do Nordeste e no Rio de Janeiro. Desde então, a doença tem sido um problema de saúde pública não só no Brasil, uma vez que a Organização Mundial da Saúde (OMS) colocou a dengue entre as 10 ameaças globais à saúde em 2019.

A Dengue clássica tem febre alta já de imediato, com temperaturas acima de 38,5ºC, também tem como sintomas dores intensas de cabeça, nos olhos e nos músculos do corpo inteiro. Em metade dos casos, manchas avermelhadas pelo corpo surgem em torno do 4º dia da infecção. São sintomas comuns também calafrios, náuseas e vômitos. São quatro vírus causadores da Dengue: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4.

Pacientes que já contraíram a Dengue, em caso de nova infecção, podem desenvolver uma forma mais grave da doença, chamada de Dengue Hemorrágica. Nesses casos, além dos sintomas da Dengue comum serem mais intensos, complicações sérias podem surgir: a temperatura corporal abaixa depois do 3º ou 4º dia de infecção, dor severa na região abdominal, vômito persistente e com sangue, respiração acelerada, sangramento das gengivas, fadiga e inquietação. Por conta dos sangramentos, da dificuldade na respiração e do comprometimento dos órgãos, casos de Dengue Hemorrágica podem ser fatais, principalmente de 24h a 48h após o estágio mais crítico.

Método de Prevenção

Assim como outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como a Chikungunya e o Zika vírus, a Dengue não possui vacina e nenhum medicamento ou tratamento específico. Geralmente é recomendado o uso de analgésicos para as dores e paracetamol para a febre, além de cuidados para a reidratação corporal. Ao identificar qualquer um dos sintomas, o ideal é procurar um médico.

A melhor forma de se prevenir contra a Dengue segue sendo o combate ao mosquito transmissor. O Aedes aegypti se prolifera ao depositar seus ovos em locais com água parada, como pneus, garrafas, vasos de plantas, bebedouros e caixas d'água. Diferentemente do que se acredita, o Aedes não se reproduz apenas em água limpa, já que se adaptou ao ambiente urbano, à poluição da água e a recipientes artificiais.

Por isso, o recomendado é não deixar água parada em nenhum local e contribuir com a conscientização coletiva de inspeção de focos de proliferação em casas e quintais, locais públicos e terrenos baldios. 

Mantendo a Proteção

Além de eliminar os focos de proliferação do Aedes aegypti, é importante manter sua casa e sua família protegidos o tempo todo. A linha de produtos SBP possui repelentes e inseticidas capazes de oferecer 100% proteção: dentro e fora de casa. Conte com SBP e vamos juntos proteger o Brasil contra a Dengue.